quarta-feira, julho 05, 2006

Saúde e fé

Olá a todos, sou o Fabiano e primeiramente, quero pedir desculpas pela falta de meu artigo na semana passada, plantoes a parte.. ;-)

Hoje temos post duplo, porque ontem a Paola nao conseguiu postar, por isso, confiram o post dela ao final do meu, ok?

Como médico especialista em unidades de terapia intensiva( UTI), sou responsável por vários pacientes em situações críticas e graves. Infelizmente, com frequência sou obrigado a relatar aos parentes e amigos dos enfermos, noticias nada agradáveis, sobre o estado dos mesmos.

Sei como deve ser perturbador e desesperador para uma pessoa, saber que seu ente querido esta sofrendo e lutando muitas vezes entre a vida e a morte.
No passado, houve um caso que chamou muito minha atenção. Uma paciente jovem, 26 anos, estava internada com leucemia( cancer das celulas sanguineas), associada a uma infecção pulmonar grave. Havia poucas esperanças, pois seu quadro deteriorava rapidamente. Foi novamente, minha tarefa de dar a noticia aos familiares.
Na conversa com o família, transmiti que todos os esforços estavam sendo feitos, apesar da gravidade. Percebi durante meu diálogo, que a mãe da paciente tinha um firme olhar em meus olhos, desviando-os para baixo de vez em quando.
Quando terminei, ela falou: " Doutor, sei que o senhor e da Seicho-no-ie e mais do que nunca acredito com toda fé que a M. irá se curar. "
Fiquei encabulado, e só então percebi que ela tinha notado meu omamori da Seicho-no-ie por baixo da roupa cirurgica da UTI onde trabalho. Também notei que a paciente tinha sob seu leito a sutra sagrada chuva de nectar da verdade.
Incrivelmente, com o passar dos dias a paciente apresentou melhora continua, sendo considerado por muitos um milagre. Em todos os boletins médicos, só havia boas notícias e sorrisos. A paciente teve alta da UTI e do hospital em pouco tempo. A mãe e a paciente voltaram uma semana depois para nos visitar.
E eu disse, afinal, que a paciente tinha se curado sozinha, sem muita ajuda medica. ;-). Ambas sorriram, mas agradeceram muito a todos.
Lembrei assim, dos ensinamentos do livro do Professor Katsumi Tokuhisa, Mente Corpo e destino.
A confiança no médico, a fé na cura, na imagem verdadeira isenta de doenças, mais do que qualquer tratamento médico, é fundamental para cura de qualquer doença.
Abraços a todos e até a semana que vem..














Olá pessoal, sou a Paola e hoje vou dissertar sobre O amor de mãe

Amor de mãe é algo indescritível, imensurável e infinito. Pode o filho ser um bebê, uma criança, um adolescente, um adulto ou até mesmo um idoso, mas o carinho e o amor de uma mãe pelo seu filho não diminui um porcento se quer.

É um amor que começa desde o momento em que não se pode nem ver e nem tocar com as mãos o filho, mas o envolve com todo o seu calor dentro de seu ventre e o aloja durante nove meses. Após o seu nascimento, amamenta-o e lhe proporciona todo o conforto e dedicação integral dia e noite sem medir ou calcular quantas horas, dias e meses se dedicou para este ser tão pequeno e indefeso.

O tempo vai passando, o filho cresce e começa a conhecer um novo mundo na qual passa por várias dificuldades, novidades, ansiedades, inseguranças, mas em todos os momentos lá está ela para lhe garantir proteção, dar explicação ao desconhecido, acalmá-lo, dar lhe segurança e apoio para todas as situações.

É ela que dá os conselhos e educa para que saiba distinguir o bem do mal, o certo do errado, dar motivação, orientação e preparar o filho para o mundo.

Existe mães também que mesmo não sendo mães que geraram o filho, acolhem a criança e lhe proporcionam tudo da mesma forma que as outras mães.

São elas super mães que sempre preparam o nosso prato favorito, mantém sempre tudo em ordem, sabe melhor do que qualquer outra pessoa dos nossos desejos e sem precisar dizer nada, lá estão elas para nos ajudar em todos os momentos.

Para todas as mães e futuras mães:

OBRIGADO! MUITO OBRIGADA!!

Muito obrigado pelo simples fato de ser mãe. Muito obrigado pelo carinho, dedicação, atenção, conforto e mais uma infinidade de coisas que só uma mãe pode proporcionar ao seu filho.

Digam a todo momento: Mamãe, muito obrigado.

Por mais que elas já não estejam mais presentes neste mundo, ou se estiverem em algum lugar distante, ou mesmo que não conheça a mãe que o gerou, agradeça do fundo do coração pelo simples fato de ela ter lhe dado a vida que é um dos maiores presentes de Deus. Uma oportunidade única e valiosa que só uma mãe é capaz de proporcionar.

Mamãe, obrigado! Muito obrigado!!

2 Comments:

Anonymous KAZU said...

Por quê eu leio o Blog e tenho impressão que já lí essas estórias em outro lugar?!?!?!?!...rs...Mas tudo bem, mesmo sendo trechos de reportagens, matérias e livros, é uma ótima iniciativa e gostei muito...se não conhecesse os autores, acho que ficaria mais impressionado ainda...rs...Abraços à todos e logo, logo, darei boas notícias...KAZU...

06/07/06 20:32  
Anonymous Anônimo said...

Fabiano Gontijo?

20/12/06 08:08  

Postar um comentário

Obrigada por sua visita ! Deixe aqui sua opiniao !

Links to this post:

Criar um link

<< Home