sexta-feira, setembro 01, 2006

ABORTO E DEVASSIDAO SEXUAL

Bom Dia Amigos
Erica chegando com um(s) dia(s) de atraso....hehe...acho que deve ser esse friozinho!
Bem , hoje gostaria de colocar aqui outro relato de experiência que me marcou bastante.
O relato está no livro : PELA PAZ DOS ANJINHOS, pág 27 em diante.
Gostaria de demonstrar aqui com esse relato como um aborto pode trazer conseqüências a mãe e também para a família toda. E essas conseqüências , muitas vezes , podem chegar ao extremo , e trazer muito sofrimento e tristezas para todos.
Sempre quando começo a ler um Relato de Experiência, acompanho toda a tristeza da pessoa, fico realmente comovida pensando: Coitada! Ninguém merece!
Mas a medida que vou lendo, surgem detalhes do que a pessoa fez de errado no passado.
Então começo a entender... ah! Mas ela fez tudo isso no passado, então é lógico que está sofrendo agora!
Mas esse “’é lógico” não é tão fácil de ser percebido por quem não é da Seicho no Ie.
Saber que um ato sempre traz conseqüências é a lição que aprendemos na Seicho no Ie
Pena que algumas pessoas só aprendem isso depois de passar na pele por muitos e muitos sofrimento.
Por isso, com esse relato, gostaria de demonstrar a lei da causa e efeito.

Tudo o que fazemos aos outros, volta para nos, talvez não da mesma forma, mas na mesma intensidade.

Relato de Hitomi Matsuda(18 anos)
Durante o primário ela foi uma das melhores alunas da classe, com bastante popularidade entre os colegas.Foi uma entre os poucos que conseguiram ingressar no melhor curso ginasial da região.
No final do primeiro ano do ginasial, seu pai faliu, perderam a casa onde moravam e o pai desapareceu. Ficaram sabendo que tentou o suicídio e foi salvo por uma moca, com quem depois se casou novamente.
Um dia o pai dela veio busca-la , mas ela odiou o pai por ter arranjado outra mulher, tentou se matar mas vomitou tudo. No dia seguinte que chegou a casa do pai , pegou um trem e voltou para a casa da mãe verdadeira e começaram a viver as duais, mais o irmãozinho dela.
A partir dessa data, Hitomi começou a fumar, pintou o cabelo, não estudava mais e começou a namorar. Se bem que seu namoro ainda tinha uma certa pureza.( ela deveria estar com 14 anos, penso eu)
Certo dia, um homem de 40 anos a convidou para beber e depois foram a um hotel. Ela recebeu dinheiro e um cartão desse homem e passou a telefonar para ele quando acabava o dinheiro. Gastava tudo com cigarro, bebida e cosméticos. Ela se sentia satisfeita em agredir o corpo que recebeu de seus pais, pois odiava os pais.
Depois ela fez amizade com um rapaz de 21 anos , que era viciado em thinner e ela passou a cheirar também
Ela sempre mantinha relações sexuais com mais de 3 homens

Abandonou os estudo e passou a ser explorada por um rapaz de 26 anos, que mandava ela trabalhar em lanchonetes
Em outubro, sua mãe e os professores pediram a policia que a internasse no Juizado de Menores, para que ela se recuperasse.
No Juizado de menores ela conheceu muitos delinqüentes, aumentando assim seu circulo de amizade.
Quando saiu de lá, passou a viver na casa de um deles e de noite ia para as ruas arranjar um novo homem a cada dia
Certa vez, ela voltou para casa para pegar algumas coisa quando a mãe dela chamou a policia. Foi levada para uma cela e chamaram seu pai. No dia seguinte ela foi para a casa do pai, foi matriculada no terceiro ano ginasial e foi obrigada a mudar o visual dos pés a cabeça.
Ela conseguiu terminar o ginásio , mas depois foi estudar um curso técnico.
Ate junho ela freqüentou seriamente, mas conheceu um rapaz da vizinhança que cheirava thinner e ela se aproximou dele
Certo dia, na volta da escola, um marginal aproximou-se dela e lhe aplicou uma injencao.
Ele era viciado em entorpecente .
Ela passou a se prostituir , em parceria com esse marginal , durante 3 anos. E ela sempre teve cinco ou seis homens ao mesmo tempo.
Em 1982 ela se matriculou no curso colegial e descobriu que estava grávida. Pediu dinheiro separadamente para os 5 homens, alegando que o filho era deles.Mas na verdade nem ela sabia de quem era o filho
No fim, ela gastou quase todo o dinheiro com besteira e so restaram 50 mil yen. O valor do aborto era 70 mil yen, então ela teve que fazer o aborto sem anestesia
Sofreu dores terríveis e seus berros ecoavam pelo hospital inteiro. Jurou que nunca mais faria isso e pediu perdão para o filho abortado
Mas continuou com as roupas extravagantes, com o cigarro, com o thinner.
Um dia usou uma bicicleta de outra pessoa sem permissão e a acusaram de ladra.
Foi a gota dágua para expulsarem-na da escola
Em setembro ela se matriculou no curso de contabilidade e descobriu que estava grávida de novo. Dessa vez ela estava disposta a ter o filho. Parou com os tóxicos, e graças a sua madastra passou a freqüentar a Seicho no Ie. Mas ela sonhou com o primeiro filho dizendo que iria assassinar o irmão . E sua angustia foi tanta que no final ela acabou abortando novamente
Passado um mês, ela já estava com outro homem .
Em setembro do ano seguinte ela resolveu mudar de vida e passou na casa dos amigos para se despedir. Quando foi a casa de um deles, havia 6 homens esperando por ela e a estupraram.
Ela ficou tão revoltada que quis mata-los
Em outubro ela participou de um seminário da Seicho no Ie
Ate então ela já tinha sido prostituta, viciada em tóxicos, feito roleta russa, chantegeado para extorquir dinheiro e achava que não merecia o perdão. Mas quando leu a Sutra Sagrada, teve a impressão que Deus a protegia.
A partir daí, estabeleceu metas em sua vida, passou a escolher melhor o caminho que queria trilhar e mesmo sendo apontada como vitima de estupro coletivo, ela sabe que aquilo ocorreu para conscientizar sobre a vida que levava.
Fez culto aos seus filhos abortados e pelos 4 filhos abortados por sua mãe
Compreendeu que todo o seu comportamento representava o protesto das crianças abortadas, por isso que no ginasial ela perdeu interesse no estudo, procurava sempre lugares escuros, saia a noite, so comia doces e suas mãos e pés era permanentemente gelados. Sentia muito ódio da mãe, e pensava muito em mata-la
Tudo isso acabou quando passou a orar pelos anjinhos abortados

Sua madastra conta que no dia que ela foi presa e seu marido a trouxe para morar junto , ela quase caiu de costa quando a viu, com roupas justas e extravagantes, permantente no cabelo e muito maquiada. Ela quase abandonou o marido, quando uma noite sonhou com um senhor segurando um livro e um quadro atrás escrito Jisso.
No dia seguinte ela conheceu a Seicho no Ie e descobriu que o homem era o Mestre.
Pela primeira vez passou a cultuar os anjinhos abortados, a ler livros e a orar todos os dias para sua enteada. De tanto repetir que ela filha de Deus maravilhosa, ela conseguiu ve-la assim. E repentinamente sua enteada resolveu participar de um seminário da Seicho no ie
Em uma semana ela mudou completamente.

Seu pai conta que dois motivos o levaram a seicho no ie, primeiro a regeneração da filha, segundo era saber por que todos os negócios que empreendeu no passado fracassaram. Descobriu então que precisava cultuar os antepassados e passou a fazer isso com toda a seriedade. Mas sabe que ainda e pouco e prometeu estudar mais , e praticar com afinco a Seicho no Ie.

2 Comments:

Blogger k. said...

Eu li a história da jovem, mas vejo que ela foi vítima do egoismo do pai. Será que ele pensava que só ele sofria da situação financeira? A família sofreu mais do que ele. Sofreram o que ele sofreu mais o abandono num momento aonde o pai deveria poteger.
Como ele teve a coragem de abandonadar esposa e filha adolescente num momento destes? No momento que elas mais precisavam. se ele não tinha condições de ajudá-las, ao menos não deveria piorar a situação, abandonando-as.
Vejo que o pai é quem começou com a degradação da filha.

A forte nesta história toda é a mãe que, mesmo abandonada pelo pai num momento tão trágico, ainda teve forças p tentar salvar a filha.

mas, quem sou eu p julgar o sofrimento humano?

Muito obrigda por postar esta história.

.............

21/08/09 21:15  
Anonymous Anônimo said...

E uma historia triste,mais pensando bem,acho que ninguem foi vitima.Meu pai participava da seisho-no-ie,e sempre me ensinou a valorizar os antepassados e ser compreensivel desde pequena.Aprendi que a vida e uma escola,e DEUS nosso professor.Se deixar-mos a compreencao de lado,e o mesmo de estar atraindo o sofrimento para si mesma(o).Todos temos o direito de escolher o proprio caminho.Pode ate chegar a machucar・・・mais acho que devemos saber perdoar e perdoar a si mesma(o).Pois ninguem e perfeito.E perdoar faz parte da vida tambem!!!Sempre agradeco a DEUS pelo meus sofrimentos,por causa delas aprendi e compreendi o porque die minha vida!!!Espero que eles tenham aprendido algo com esse sofrimento,por que nada e por um a caso.

29/09/10 09:42  

Postar um comentário

Obrigada por sua visita ! Deixe aqui sua opiniao !

Links to this post:

Criar um link

<< Home